domingo, 6 de agosto de 2017

Leituras de Julho/Agosto


   Oi pessoas tudo bom???
Então né... mês passado eu faltei com um post (porque a preguiça falou mais alto e os estudos também!) ai eu decidi que para alegrar o domingo de vocês eu postaria duas publicações, uma resenha e a outra as minhas leituras desse mês e do mês passado!!
 Indo ao assunto...

Namorado de Aluguel- Kasie West
SINOPSE
 Inteligente e maravilhosamente romântico, “Namorado de Aluguel” retrata a jornada inesperada de uma garota para encontrar o amor — e possivelmente até a si mesma. Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento.
                                                                   ****

Talvez Um Dia- Colleen Hoover (releitura)
SINOPSE
   Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex-melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava tinham um caso. Até que o soco foi merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge, um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.


                      ****               



A história de nós dois - Dani Atkins
SINOPSE
  Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada.
Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse.
Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara – a ponto de duvidar se deve se casar afinal.
Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou...
Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?
                                                                        ****



Um Amor de Cinema - Victoria Vam Tiem
 SINOPSE
 Neste irresistível romance, Kenzi Shaw, uma designer fanática por filmes, é lançada nas águas turbulentas do amor — ao estilo de Hollywood — quando seu lindo ex-namorado lhe propõe uma série de desafios relacionados a comédias românticas para reconquistar seu coração.
Que garota não gostaria de vivenciar a cena das compras de Uma linda mulher? É o desafio número dois da lista. Ou tentar fazer os passos de dança de Dirty dancing? É o número cinco. Uma lista, dez momentos românticos de filmes e várias aventuras depois, Kenzi se pergunta: ela deve se casar com o homem que sua família adora ou arriscar tudo por um amor de cinema?


                ****

Quase um Romance - Megan Maxell
SINOPSE
Desde a perda dos pais e o fim de um relacionamento complicado, Rebecca tem levado uma vida solitária. No entanto, quando esbarra em Pizza – uma cachorrinha abandonada que parece precisar tanto de afeto quanto ela –, a jovem pressente que sua vida está prestes a mudar. Paul Stone é campeão de Moto GP, e pai de Lorena, uma menina encantadora que ele cria sozinho. Administrar a carreira e a família não é um trabalho fácil, ainda mais quando as mulheres em seu redor parecem interessadas apenas no piloto famoso, e não no homem real. Quando os dois se esbarram – com uma ajudinha de Pizza e Lorena –, Paul tem certeza de que encontrou o que vinha procurando há muito tempo. Já Rebecca não está assim tão disposta a abrir espaço em sua vida para uma nova relação, mas como resistir à amizade, aos sorrisos e aos olhares de Paul?

                                                                    ****


The Game Series - J.Sterling
#1 - O Jogo Perfeito             
SINOPSE
   …A VIDA ÀS VEZES FICA TRISTE ANTES DE SE TORNAR MARAVILHOSA…
Ele é o tipo de jogo que ela nunca pensou em jogar.
Ela é a virada no jogo que ele nunca soube que precisava.
O jogo perfeito conta a história de dois jovens universitários, Cassie Andrews & Jack Carter. Quando Cassie percebe o olhar sedutor e insistente de Jack, o astro do beisebol em ascensão, ela sente o perigo e decide manter distância dele e de sua atitude arrogante.
Mas Jack tem outras coisas em mente … Acostumado a ser disputado pelas mulheres, faz tudo para conseguir ao menos um encontro com Cass.Porém, todas as suas investidas são tratadas com frieza. Ambos passaram por muitos desgostos, viviam prevenidos, cheios de desconfianças, antes de encontrar um ao outro, (e a si mesmos) nesta jornada afetiva que envolve amor e perdão.E criam uma conexão tão intensa que não vai apenas partir o seu coração, mas restaurá-lo, devolvendo inteiro novamente.



#2 - Virando o Jogo
SINOPSE
… Ela o queria de volta. Mas como saber se não está lutando contra o destino?
Jack e Cassie rapidamente percebem que a nova vidadele como astro do time muitas vezes pode ser cruel. A felicidade do casal novamente é posta à prova, e os erros do passado parecem retornar com mais força.
Depois de um ano tumultuado, Jack e Cassie finalmente estão onde sempre quiseram estar… juntos!
Mas permanecer ao lado de Jack não é fácil para uma garota. Ele sabe que é sua última chance de provar seu amor para Cassie e quer fazer tudo dar certo. Mas como transmitir uma segurança capaz de deixá-la tranquila diante de tanto assédio?
Cassie deve aprender a navegar nas águas deste novo mundo, em que os olhos de todos estão voltados para Jack. É um estilo de vida que a faz questionar sua felicidade, e sua própria sanidade, e se perguntar continuamente:
Como acreditar que podem ficar juntos quando tudo parece querer separá-los?                                                                                                

#3 - O Jogo mais Doce
 SINOPSE
Eu sinto que nasci para ficar com ele, como as conchas na praia. Jack era a concha, em constante movimento, sendo lançado de lugar a lugar pelo fluxo de alguma coisa mais poderosa que ele. E eu era a areia, prendendo-me e agarrando-me a ele,
aliviando seus tombos a cada avanço, sempre fiel.
Cassie Carter

Quando sua carreira no beisebol chega ao fim, é como se batessem com um martelo em seu peito. Então você finalmente percebe que pode amar o esporte, mas ele nunca pode ser comparado ao amor de sua vida. Todas as noites sem dormir, as horas passadas na academia, o condicionamento, o treinamento, a preparação mental, os feriados perdidos, as ausências em momentos importantes de sua família… tudo para quê? O seu esporte, o seu trabalho, não ficou acordado por noites a fio, torcendo, cuidando, tentando descobrir como tornar você um jogador melhor ou dando mais do que você merecia. Ele é um negócio. Um esporte. Um jogo. E, por mais que minha vida tenha sido transformada por ele, é hora de deixar isso para trás.
Jack Carter

                                                             ****



Como eu era antes de você - Jojo Moyes (releitura)
SINOPSE
Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.
                                                                                ****




A Teoria de Tudo - Jane  Hawking
 SINOPSE
A história de Stephen Hawking é contada pela luz da genialidade e do amor que não vê obstáculos. Quando Jane conhece Stephen, percebe que está entrando para uma família que é pelo menos diferente. Com grande sede de conhecimento, os Hawking possuíam o hábito de levar material de leitura para o jantar, ir a óperas e concertos e estimular o brilhantismo em seus filhos – entre eles aquele que seria conhecido como um dos maiores gênios da humanidade, Stephen.

Descubra a história por trás de Stephen Hawking, cientista e autor de sucessos como Uma breve história do tempo, que já vendeu mais de 25 milhões de exemplares. Diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica aos 21 anos, enquanto conhecia a jovem tímida Jane, Hawking superou todas as expectativas dos médicos sobre suas chances de sobrevivência a partir da perseverança de sua mulher. Mesmo ao descobrir que a condição de Stephen apenas pioraria, Jane seguiu firme na decisão de compartilhar a vida com aquele que havia lhe encantado.

Ao contar uma trajetória de 25 anos de casamento e três filhos, ela mostra uma história universal e tocante, narrada sob um ponto de vista único. Stephen Hawking chega o mais próximo que alguém já conseguiu de explicar o sentido da vida, enquanto Jane nos mostra que já o conhecia desde sempre: ele está na nossa capacidade de amar e de superar limites em nome daqueles que escolhemos para compartilhar a vida.
 => Sabe quando você lê um livro e chora o tempo todo? Foi o que me aconteceu nessa leitura, livro muito bom, recomendo a leitura.


Bolsas, beijos e brigadeiros

Editora: Planeta
Escritor: Fernanda França
Páginas: 302

                                                                            ****
Melissa é quem "narra" toda a história . Ela é jovem, jornalista e tem o emprego dos sonhos de muita gente: vive viajando mundo afora, conhecendo lugares e publicando artigos em revistas sobre dicas de viagens, contando suas aventuras e todos os seus aprendizados durante sua estadia.
Viajamos junto da Mel e conhecemos diversos lugares incríveis: Roma, Veneza, Paris, Bruxelas, Berlim...  Cada um deles tem seu próprio capítulo, onde em parte aprendemos sua história e conhecemos seus pontos turísticos e em outra ficamos por dentro da vida conturbada da Melissa.
Conturbada porque enquanto ela faz esse tour pela Europa, em São Paulo sua mãe está grávida e sua cunhada também está a espera de um bebê. Além disso, existe Theodoro. Um grande amigo que acabou virando namorado, mas que acaba tendo algumas atitudes estranhas, tornando a relação dos dois um pouco complicada.
A história vai passando de lugar em lugar e só para quando Melissa terminou de fazer seu trabalho e volta para o Brasil. A protagonista infelizmente não me cativou e isso acabou deixando a leitura um pouco cansativa. As descrições dos lugares aos quais ela ia também me incomodaram um pouco. Apesar de ser uma estratégia muito legal de fazer o leitor viajar ainda mais na leitura, os nomes de obras ou pontos turísticos ficavam um atrás do outro, dando-nos poucas chances de de fato conhecer tal lugar.
Os demais personagens (amigos de Melissa e sua família) também me irritaram em determinados momentos, de forma que eu não simpatizei com nenhum deles. A autora também colocou diversos ensinamentos no meio de cada situação vivida: falou sobre a importância do parto natural, orientação sexual, preconceito, morte, aceitação entre várias outras coisas, mas achei que isso ficou superficial demais. Talvez por tudo ter sido abordado muito rapidamente, de maneira passageira. Por outro lado, alguns temas realmente nos levam à reflexão.
O tempo passa e a vida da Mel também. Problemas aparecem quando os antigos ainda não foram resolvidos e nos vemos em meio a essa confusão que toma conta de sua vida, dando uma boa ideia do que devemos esperar pela frente em nossas próprias vidas. É uma leitura agradável e prazerosa, mas que deixou a desejar. No mais, indico a todos que pretendem conhecer mundo afora para se aventurar nesse mochilão aprender mais sobre viagens, já que a história fala justamente sobre isso.

 

terça-feira, 4 de julho de 2017

O Circo da Noite

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Editora: Intrínseca 
Escritor: Erin Morgenstern
Páginas: 365
                                                                         ****
O circo da noite é o tipo de leitura densa, na qual muitas vezes, mesmo sendo um tanto difícil para entender, não conseguimos largar o livro. É aquele velho esquema: quando for retomar a leitura você certamente vai ficar perdido na história, e terá de voltar umas três páginas (ou mais) para conseguir se situar.

Celia é filha de Próspero, o mágico, cujo trabalho está localizado em Le Cirque des Rêves (O Circo dos Sonhos). Celia tem certo "poderes" aos quais a mãe não aceita e muito menos compreende, por isso, é praticamente abandonada e largada para ser criada pelo pai. Marco é um garoto comum, escolhido pelo "Homem de terno cinza" que, a partir daí, vai desenvolver seus poderes com muito estudo, leitura e quase que sem sair de casa (embora não possua um lar definitivo).

O que tem por trás de tudo isso é que os pais fizeram uma aposta, uma competição, um desafio ou o que quer que seja, e os filhos sofrerão a consequência. O que ninguém esperava era que os jovens iriam se apaixonar e que quem perdesse o desafio morreria. 

Mas a história não é voltada somente aos dois: nos apaixonamos também pelos gêmeos Murray, por Isobel, Tsukiko, Bailey e principalmente pelo Friedrick Thiessen.

Tal como o nome diz, Le Cirque des Rêvez é cheio de tendas que aos poucos conhecemos melhor, de mistérios que para serem desvendados dependem muito de nós mesmos, e de muita, mas muita magia. Quando estamos lendo o livro, a sensação é de que estamos lá, no famoso Jardim de Gelo ou no Labirinto das Nuvens... nós apenas estamos lá; perdidos e nos perguntando em qual tenda entrar. O circo, além de tudo, viaja pelo mundo e chega sem aviso. Quando todos acordam, ele está lá e quando todos acordam novamente, ele já sumiu. 

Por mais que seja um leitura um tanto difícil e que precise de um pouco mais de dedicação para entendermos melhor a história, é um livro extraordinário. Tem emoção do começo ao fim e que, por mais que a gente leia, sempre avançaremos poucas páginas. Porque cada página contém muita história... e cada página, quando lida até o final, vai nos arrancar um, dois ou até três suspiros.
 
 

sábado, 24 de junho de 2017

Legalização da Maconha

Foto disponibilizada por Thay Pereira.
Instagram: @e.twho

Em pleno século XXI, o assunto maconha é tabu em diversos lugares, inclusive no Brasil onde a erva não foi legalizada. Muitos acham que um fumante de maconha é um vagabundo e que nunca será ninguém na vida, não trabalhará e nem terminará os estudos. Assim como tudo na vida, os usuários de maconha não devem ser generalizados. A erva possui seus benefícios e já foi até legalizada em alguns países.

A maconha tem o potencial de tratamentos medicinais, auxilia nas doenças com dores crônicas, glaucomas, náuseas, retarda o efeito do famoso Mal de Alzheimer, por incrível que pareça ajuda até os pulmões, estimula a criatividade, inibe o crescimento de tumores, sem contar muitos outros benefícios que não foram citados.

Foto disponibilizada por Amanda Bianchini Moresco.
Instagram: @mandbianchini.
Blog: Amanda Moresco.
Como assim a maconha que possui fumaça ajuda os pulmões? Foi feito um estudo na Califórnia e no mesmo mostrou que inalar a maconha é considerado um exercício que expande a capacidade pulmonar. Através de outros estudos foi mostrado que um fumante de maconha tem o pulmão bem mais saudável que um fumante de cigarro, que é algo legalizado e super normal no nosso país.

Em outras pesquisas/experiencias foi mostrado que a maconha inibe o crescimento de tumores. Sem contar que a "droga" alivia as dores que o câncer causa, hoje alguns países já usam a erva após as quimioterapias que os pacientes fazem.


Foto disponibilizada por Amanda Cristina.
Instagram: @psycrist.
Agora vamos comparar uma droga licita e uma ilícita. A bebida alcoólica. Essa é uma droga que mata milhares de pessoas todos os anos. Pessoas bebem e pegam os automóveis, mesmo sabendo que a lei não permiti isso, elas colocam tanto a vida delas em risco, como a de outras pessoas. Quando se envolvem em uma briga e estão embriagados acabam fazendo besteira, assim ocasionando a morte do outro individuo algumas vezes. Homens embebedam mulheres e as estupram depois. Tudo isso com uma droga licita, onde quem consome não é condenado igual um fumante de maconha.


Foto disponibilizada por Emilly Winckler.
Instagram: @emilly_winckler.
Por que não legalizar uma erva que já foi comprovada ter benefícios? Tenho certeza que seu argumento vai ser "ela tem seus malefícios", querido, se tu não sabe tudo tem a parte ruim na nossa vida. Até remédios são considerados drogas, temos drogas licitas que matam mais que a maconha. Mas nossa, a maconha é um monstro de sete mil cabeças, só que nunca se ouve falar de overdose de maconha não é mesmo?! 

O mal da maconha não esta nela, esta na sociedade que é cega e prefere uma droga que deixa a pessoa toda agitada ao invés de deixa-la mais zen. O mal esta na sociedade que gosta de drogas licitas que matam cada vez mais.

Foto disponibilizada por Uli Abdalla.

Criticam tanto os maconheiros e esquecem que também são gente, muitos trabalham, já terminaram os estudos e já são adultos o suficiente para fazer o que bem quiserem da vida. A legalização da maconha não te fará fumar, fumará quem quiser. Então que tal começarmos a ter empatia com as pessoas? Não legalizaram o cigarro que te da câncer e a bebida que te faz bater o carro? Então, deixa que legalize também a maconha, a pessoa só vai querer ficar na dela. Não gosta de maconha? Só não fumar.

Foto autoral.
Instagram: @011batatafrita/.

Ps¹: As informações desse texto não foram inventadas, foram pesquisadas e estudadas.

Ps²: Não é porque escrevi esse texto que sou maconheira e outra, se eu fosse o problema seria meu mesmo.

Ps³: É contra a legalização? Te entendo, sou contra várias coisas e guardo pra mim, tenta fazer o mesmo ao invés de xingar quem fuma maconha. Só para lembrar maconheiro também é gente!

terça-feira, 20 de junho de 2017

Simplesmente Ana

Editora: Novo Conceito
Escritora: Marina Carvalho
Páginas: 301
                                                                            ****
Ana Carina é uma mulher adulta, mas que ainda tem algumas pensamentos de adolescente e estuda Direito. Tudo bem até aqui, né? Uma pessoa normal, que tem um namorado (ou quase isso) chamado Arthur. Ela não conhece seu pai, só que como ela já tem 20 anos, parece não se importar muito com isso. Sua mãe é dona de um buffet, e estava dando uma entrevista na televisão quando seu ex namorado (traduzindo: pai da Ana) lhe vê, descobre sobre e sua filha e tudo começa a mudar. Como se não bastasse, o pai de Ana, Andrej, é um rei e tem seu lindo castelo, só que na Krósvia (um país tão tão, mas tão distante).

Ana fica dividida entre a Krósvia e o Brasil, mas decide ir conhecer o trono do seu pai durante uns seis meses. Bem, ela foi. Conheceu o entendo do seu pai. Fez várias compras, fez muitas amizades e também sofreu bastante. E esse sofrimento todo foi causado por um romance bem intenso.

A história é leve e realmente nos faz acreditar novamente em contos de fadas. Porém, com uma pitada de realidade, já que os problemas da protagonista não são poucos. E sério, sem palavras. A história é totalmente cheia de mistério (que se resolvem no final, claro) e isso nos deixa cada vez mais encantados e mais apegados com o livro. É como uma viagem no tempo, sabe? O tipo de livro que todo mundo tem que ler. Uma leitura curiosa, surpreendente e maravilhosa, já que a autora soube pôr de tudo um pouco e na medida certa. É isso, Simplesmente Ana é simplesmente perfeito. 

sábado, 17 de junho de 2017

À Procura de Alguém - Jennifer Probst

Sorte nos negócios, azar no amor: essa é a sina de Kate. Aos 28 anos, ela está longe de ter conhecido alguém especial com quem dividir a sua vida. Sua carreira de cupido profissional, por outro lado, vai de vento em popa: todos na pequena cidade de Verily, Nova Iorque, conhecem e admiram a Kinnections, agência de relacionamentos que Kate fundou com suas duas melhores amigas. Até que, um dia, um homem tão lindo quanto furioso entra em sua sala. Slade Montgomery é um advogado de divórcios que não acredita em finais felizes e muito menos em agências de relacionamentos. Para ele, a Kinnections é uma grande farsa, criada para ludibriar pessoas frágeis e ingênuas, como sua irmã. Agora, é uma questão de honra: Kate não vai medir esforços para provar a Slade que seus talentos são legítimos e suas intenções nobres, nem que para isso precise encontrar a namorada ideal para ele. Mas um simples toque vai fazer com que essa tarefa se torne muito mais difícil do que ela poderia conceber...

288 Páginas / Paralela / Submarino / Saraiva / Skoob

O que você faria se tivesse um dom, onde com ele é possível ver quem é sua alma gêmea? É com isso que Kate tem que conviver todos os santos dias.

Se não bastasse saber quem é a pessoa certa para ti, Kate sente uma vibração quando encosta em um casal e é com isso que consegue saber se eles são almas gêmeas ou não.


Para juntar o útil ao agradável, Kate e suas melhores amigas decidem após uma noite de bebedeira abrir uma agencia de relacionamentos, Kinnections, e não é que acaba dando certo? Em poucos anos de negócios vários relacionamentos dão certo e muitos casamentos acontecem.

Acontece que mesmo com o dom, Kate nunca encontra o cara ideal. Já são quase 3 décadas de vidas e nada, continua uma solteirona. Até que um certo dia um gostosão aparece em sua empresa, Dr. Slade, mas ele não quer encontrar seu grande amor, ele quer é tirar sua irmã dessa furada. Ele não acredita no amor, é advogado de divórcios, o oposto completo de Kate. Só que sabe aquele ditado "os opostos se atraem", então é exatamente isso que acontece. A parte ruim é que nenhum dos dois quer aceitar esse amor e a consequência é que o dom de Kate desapareça.



Pensa num livro que você gosta logo de cara, então, foi isso que aconteceu com À procura de alguém. Logo nas primeiras páginas eu já dei muita risada e me encantei com a personagem, ponto positivo.

Se não bastasse Kate ser um máximo, tinha as amigas dela. E que amigas em?! Quando elas aparecem é risada na certa. Tem a good vibes que foi a que mais gostei, super minha cara ela, o jeitinho e tudo. Todos os personagens em si são encantáveis, foi só amores durante a leitura.

Slade seria um personagem para pegar um pouco de raiva, ele parecia só estar usando Kate muitas vezes. Só que mesmo assim eu entendia ele, vi o que ele passou e me coloquei no lugar dele. Se entregar para alguém é difícil depois de ser deixado. Ele foi o personagem que mais me identifiquei, me vi nele muitas vezes, o medo em se entregar à alguém, o medo de se apaixonar e não dar certo, o medo de ser largado de novo. Tudo o que ele sentia, eu já senti ou sinto hoje em dia, eu sentia compaixão por ele toda hora.

Outra coisa que me deixou apaixonada pelo livro foi ele ter a presença de Robert. Um cachorro que Kate amou desde a primeira vez. Ela o encontrou todo machucado, com as patas traseiras debilitadas, um caso perdido como disse o veterinário, mas mesmo assim lutou por ele e o amou profundamente. Amou-o mais do que a si mesmo. Cuidou dele, como uma mãe cuida de um filho. Deu a ele todo carinho que precisava. E Robert, retribuía cada dia mais. Essa foi a forma de amor mais linda que já vi em um livro, cada cena com os dois juntos era puro amor. E sabe de uma coisa, Robert não é ficticio, ele é real e passou por tudo o que foi dito no livro. Apresento a você, o querido Robert.

Encontre mais sobre Robert aqui.

Sobre a diagramação do livro não tenho o que reclamar, ela esta perfeita. Não achei erro nenhum. Confesso que achei as letras pequenas, mas consegui ler mesmo assim. Páginas amarelas, do jeitinho que gosto.

Para quem gosta de livros mais hot's, À procura de Alguém é uma boa indicação. Todas as cenas de sexo são muito bem descritas, nisso a autora não pecou, detalhou tim tim por tim tim.

Agora vamos a minha opinião a respeito do final do livro. O final ficou bom, porém ele foi muito rápido, seria bem melhor se tivesse dado uma enrolada nele ao inves de já ir direto ao ponto. Detalhou tantas coisas "desnecessárias" no decorrer do livro, o que custava detalhar o final? A parte mais importante do livro.

O livro é previsivel até, mas ao mesmo tempo tem horas que pensamos que vai mudar tudo. Juro que quando estava acabando eu imaginei um outro final, e até que gostei dele, mas acabou que aconteceu totalmente o contrário, que foi melhor ainda do que eu imaginei. Só faltou ter mais detalhes. 

Recomendo o livro para todos que gostam de um livro mais hot e divertido. Para você que não acredita muito no amor igual eu, recomendo também, pode ser que de uma mudada na sua cabeça, um pouco que seja. Se ama livros com pets, recomendo esse também, Robert vai te encantar do começo ao fim.



sábado, 10 de junho de 2017

A última mensagem

É sexta-feira 13, um dia normal para alguns, um dia com assombrações para outros, para mim é um dia triste. Hoje completa exatamente 1 ano que minha melhor amiga partiu.

Durante uma briga feia com a família, ela decidiu sair carro para dar uma refrescada na mente. Sempre gostou de andar de carro, correr era sua diversão. Confesso que a minha também. Só que por conta de uma ligação e um deslize de segundos ela acabou indo embora. Lembro de sua última mensagem para mim.

[13/01 10:47 PM] GOXTOXA: Ei, gata. Tretas e mais tretas estão acontecendo hoje. Vou sair dar uma volta de carro para relaxar a mente, vou lá naquela estrada abandonada e na volta passo na sua casa, adivinha para que? Para uma corrida, você com seu carro e eu com o meu. Quem perder paga um dogão para a outra. Beijos, tchamo.

Não preciso nem falar que essas foram as últimas palavras dela para mim né?! Como doí me lembrar dela todos os dias, ver nossas fotos, vê-la em meus sonhos, em minhas lembranças. A saudades doí demais da conta. Todos os dias acordo com uma dor no peito, parece que enfiam uma faca nele. Isso se chama saudades!




O pior de tudo é que passo por onde ela morreu todos os dias, foi bem na rodovia sentido minha casa. Sei que correr é errado e pode prejudicar até mesmo outras pessoas, mas sempre tomamos cuidado com isso, sempre corremos, quer dizer, corríamos em lugares desertos, como a rodovia de casa. 

Tem dias que a saudades é tão grande que evito passar por lá, corto caminho. Outras não tem fuga e passo bem lá na frente, caralho, é uma dor horrível. Colocamos uma cruz lá e sempre deixamos flores no local. Tudo bem colorido e animado, para se lembrar de como ela era. Posso passar lá quinhentas vezes ao dia, mas sempre direi isso à ela:

Como daria tudo para estar em seu lugar.

Sei que fiz tudo que estava ao meu alcance enquanto ela estava viva. Só que se eu pudesse, voltaria atras e faria 3 vezes mais ainda, o que eu faria? Eu não sei! Mas faria muito mais.

Se eu soubesse que isso aconteceria, jamais deixaria ela pegar o carro. Jamais deixaria ela vim em casa, eu iria até ela. Compraria nosso dogão e alugaria um filme para ficarmos rindo juntas. Só que infelizmente não posso ver o futuro e assim não pude prever a grande perda que houve.

Não tenho família, larguei tudo e me mudei para cá. Comecei minha vida do zero e ela, ela era o mais próximo que eu tinha. Só que ela se foi, e agora, mais uma vez estou aqui no mundo sem ninguém. Sozinha.




Trabalho igual uma condenada, leio meus livros, assisto minhas séries, não saio para nada além de ir visita-la. Todas as noites desejo que minha vida chegue ao fim para que possa me juntar a ela. Isso nunca acontece. O destino ainda não planejou isso para mim, vou aguardar o tempo que for preciso e quando chegar a hora, sei que ela vai estar me esperando de braços abertos e pronta para dizer:

Esqueceu de mim é, docinho?! Tava indo procurar uma nova melhor amiga já.

E sabe o que vou fazer? Vou abraça-la o máximo que der, aproveitar cada segundo ao seu lado. Não sei como é o mundo invertido (chamo o mundo dos mortos assim). Muitos falam que ele nem existe, que quem morreu já era. Para mim não! Saímos desse mundo e vamos para outros, nunca tem um fim. Só que assim, se tiver um fim mesmo, sei que terei aproveitado cada instante ao lado dela.

- Tabata Shaiene.


Esse texto é fictício. Ninguém morreu, só a personagem mesmo.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Mentirosos

Escritor: E. Lockhart
Editora: Companhia das Letras (Selo Seguinte)
Páginas: 270

                                                                           ****
Nesse enredo nos deparamos com a família incrivelmente rica dos Sinclair. Com o sobrenome renomado, todos os personagens são descritos da melhor forma possível: queixo quadrado, esportistas e pessoas politicamente corretas. O patriarca da família é Harris Sinclair, o avô, e junto de Tipper Taft, a avó, são donos de toda a fortuna da família. 

Juntos, tiveram três filhas: Carrie que é mãe do Johnny e do Will. Bess que teve as gêmeas (Liberty e Bonnie), Mirren e Taft. E por fim  Penny, que é a mãe de Cadence, a protagonista da história. Todo ano todas as filhas com suas famílias vão passar as férias de verão na Ilha Beechwood, propriedade dos Sinclair, onde cada uma tem sua respectiva casa.

Cadence, Mirren e Johnny são os primos que possuem quase a mesma idade e, por isso, sempre andam juntos. Vivem altos verões, cheios de brincadeiras e companheirismo, as férias de família ideais para os Sinclair, já que esta é a única vez no ano que eles se encontram. 
Todos os personagens são incrivelmente essenciais para a história, apesar dos três primos se destacarem bastante. Uma aparente confusão pode ser percebida durante a leitura para memorizar quem é quem, mas o livro possui uma espécie de árvore genealógica que facilita esse processo. Pois bem, cada verão retratado na ilha da família corresponde a idade dos primos: Verão dos Oito, Verão dos Nove, Verão dos Onze...

No final das contas, o que importa mesmo é o Verão dos Quinze, onde aparentemente algo aconteceu com Cadence e ninguém da família que contar o que. No Verão dos Dezesseis, pela primeira vez na vida, a protagonista não vai passar as férias na ilha, retornando apenas no Verão dos Dezessete, decidida a descobrir o que foi que aconteceu com ela.
A partir desse momento, a história se desenvolve. Realizei a leitura em um único dia e precisei de mais uns dois para absorver tudo o que havia lido. Uma história sensacional! Os personagens são incríveis, a escrita da E. Lockhart é extraordinária e todo o desenvolvimento da trama é fantástico. A leitura de "Mentirosos" não foi a melhor do ano de 2015: foi uma das melhores leituras da vida!

É incrível a quantidade de mensagens que são passadas para o leitor no decorrer da leitura. O valor da amizade e do medo; as relações familiares, a ganância por dinheiro, a sede por poder, o significado do amor. Tudo toma uma importância surreal no contexto e nos envolve de uma maneira cativante, não nos dando tempo de absorvição, e muito menos de raciocínio. Quem diria que uma obra dessas fosse capaz de fazer tudo isso, e muito mais.
 

sábado, 3 de junho de 2017

Trilogia: Jogos Vorazes - Suzanne Collins

Quando Katniss Everdeen, de 16 anos, decide participar dos Jogos Vorazes para poupar a irmã mais nova, causando grande comoção no país, ela sabe que essa pode ser a sua sentença de morte. Mas a jovem usa toda a sua habilidade de caça e sobrevivência ao ar livre para se manter viva. As reviravoltas do jogo e as dificuldades enfrentadas pela protagonista levam os leitores a sofrer junto com ela, enquanto descobrem um pouco sobre seu passado e seu relacionamento com Peeta Mellark, o outro tributo enviado pelo Distrito 12 para lutar nos Jogos Vorazes.

400 páginas / Rocco Jovens Leitores / Saraiva / Submarino / Skoob



Esta já deve ser a quinta vez que leio este livro. É rotina o ler, leio todos os anos. E cada ano é uma emoção ainda maior. O amor nunca acaba. Só me torna ainda mais fã.

Jogos Vorazes conta a história de um mundo diferente do qual vivemos. Após a destruição dos Estados Unidos, ao invés de termos cidades, estados e países, os lugares são dividido em 13 distritos e 1 capital. Digo, 12 distritos, porque o 13° foi destruído pela Capital anos atrás.

A capital é onde vivem as pessoas ricas, que tem tudo do bom e do melhor. E em cada distrito os moradores tem uma 'habilidade', como pesca, tecnologia, agricultura e muitos outros. Todos eles trabalham para satisfazer a capital.



Para mostrar quem é que manda em tudo, todos os anos é realizado os JOGOS VORAZES. Nele é escolhido através de um sorteio uma menina e um menino de cada distrito, onde suas idades variam de 12 a 18 anos, e depois disso eles são "jogados" em uma arena, onde apenas um será vencedor.

Só que não é fácil igual vocês estão pensando. Para ganhar é necessário que todos os seus oponentes estejam mortos, ou seja, para ser um tributo vencedor você terá que matar. O tributo fica literalmente entre a vida e a morte. 

Se já não bastasse os tributos matarem e morrerem, tudo o que passa lá é televisionado para todo Panem, familiares e amigos são obrigados a assistir tudo, para sempre lembrarem de quem manda neles. É como se fosse um reality show de um massacre.

"Matar ou morrer. Não há escolha. Na arena, o mais capaz vence. Que os jogos vorazes comecem"

O livro é o primeiro da trilogia Jogos Vorazes e é narrado em primeiro pessoa, com a visão de Katniss Everdeen, que vive na Costura, Distrito 12, com sua mãe e irmã. Tudo começa durante a colheita dos tributos, onde ela se oferece para morrer ir no lugar de sua irmã


Não é uma leitura cansativa. Não possui detalhes exagerados, mas também não os falta. Os capítulos não são curtos e nem grandes, eles possuem uma quantidade boa de páginas e no começo de cada um possui uma arte simples e bonita. Jogos Vorazes é dividido em III partes e cada uma tem um nome que condiz com o que irá acontecer.

Como disse no começo, já li diversas vezes o livro, só que dessa vez confesso que por saber o que aconteceria, nas primeiras 50 páginas eu já estava lendo e chorando. Sempre choro mais pro final, mas dessa vez foi ao contrário (acho que foi a tpm haha). Não me recordo de ter achado erros na diagramação. Eu sou apaixonada por essa escrita e pelo designer do livro. É muito amor por Jogos Vorazes.

Se eu recomendo o livro? Claro! Leiam e me contem o que acharam do livro. Uma leitura que flui, sem enrolação e que quando você perceber já terá finalizado.

sábado, 27 de maio de 2017

Derby Girl - Shauna Cross

Bliss Cavendar é fã de indie-rock, tem 16 anos, é adorável e excêntrica, mas vive presa em Bodeen, uma cidadezinha do interior do Texas. A mãe, uma viciada em concursos de beleza, está decidida a fazer a filha vencer o concurso da cidade. Mas Bliss finalmente descobriu uma saída: Roller Derby, um esporte radical, só para garotas estilosas e divertidas como ela. E, junto com machucados homéricos e músicos gatos, vai conseguir algumas lições que até mesmo uma descolada praticante de Derby não pode ignorar!








240 páginas / Galera Record / Saraiva / Submarino / Skoob

Engraçada, jovem e diferente. Essa é a nossa querida Bliss Cavendar, personagem principal de Derby Girl. 

Bliss é uma garota de 16 anos, com cabelos azuis, diferente das outras garotas e que junto com sua melhor amiga Pash, vai fazer você gargalhar de rir.

Ela mora com sua mãe, Brooke, uma mulher totalmente louca/fascinada por concursos de beleza, tudo que tem Miss ela participa ou coloca suas filhas para participar, principalmente a coitada da Bliss. Só que sabe aqueles filhos que fazem as coisas porque não tem outra escapatória? Então, é isso que acontece com nossa querida rock star azul. Ela o-d-e-i-a tudo isso que a mãe faz ela fazer, mas como não tem outra escolha acaba aceitando contra sua vontade.



Durante um dia qualquer, Bliss e Pash vão para a cidade vizinha, para fugir um pouco da rotina e daquela cidadezinha pra lá de chata. Claro que vão escondidas dos pais, mas vão! Lá elas acabam conhecendo o Roller Derby, um esporte radical feminino de patins. A partir do momento que ela vê aquelas garotas radicais, iradas, cheias de tatuagens e atitudes ela pensa "Estou no lugar certo".

Quando menos esperamos Bliss já esta fazendo parte do time. Só que assim, os pais dela não sabem e é necessário ter 18 anos no minimo para participar. E assim surge mentira atrás de mentira. Sabemos que ter uma vida é dificil, agora imagem duas: esconder dos seus pais um segredo enorme, estudar, trabalhar, concursos de beleza, Pash, Roller Derby e pra ajudar, se apaixonar por um gatinho de uma banda, o Señor Sensual, que pensa que ela tem mais de 18 anos. Complicado né.



Em Derby Girl, vemos uma personagem que passa por alguns conflitos com sua mãe. Ela não é aceita da forma que é, sua mãe quer que ela seja toda flufluzinha, mas na real ela é toda ao contrário. É um livro bem tipico de adolescente. E por mais que acabe sendo até clichê, eu amei, porque eu já to com 19 anos ~falta menos de um mês ta~ e mesmo assim não posso ser quem eu quero ser por conta da família. Eu lia cada página do livro e pensava "Eu sou a Bliss. A Bliss sou eu.". Eu me apaixonei por ele exatamente por isso, por mais que o que ela passou não chegue nem perto no que eu to passando, eu entendia ela, me sentia familiarizada e isso tornou a leitura super gostosa.

Este é um livro mega engraçado, toda página eu dava risada. Teve vezes que tava no busão e acontecia algo mega engraçado, e eu tinha que segurar a risada, porque se não ia assustar todo mundo. Teve vezes que não consegui segurar a risada e assustei todo mundo. É uma leitura bem divertida. 



O livro esta impecável, escrito em primeira pessoa. Não achei erros de diagramação. A capa esta linda, super condizente com o assunto. Páginas amarelas. Livro com orelha. Letras com um tamanho ótimo. Os capítulos são curtinhos, com subtítulos que remetem o que será tratado no mesmo.

O final ficou maravilhoso também, mas só senti que daria para estender mais um pouco na última "cena" de Bliss com o Senõr Sensual. Só que mesmo sem estender o fim, o livro é nota 10 e se tornou minha melhor leitura de abril e uma das melhores de 2017.

Sem mais enrolação, venho recomendar Derby Girl, para todos vocês! Não importa sua idade, nem seu sexo, se você gosta de dar risada, vai gostar do livro. E claro, me contem nos comentários se já leram ou conheciam o livro.



quarta-feira, 24 de maio de 2017

Intrínseca

  Oi pessoas!!
Eu estava indo para minha caminha dormir (ler) e de repente minha amiga me manda uma mensagem falando que ela fechou um acordo com uma editora e que a partir do mês que vem ela irá mandar livros para ela, afim de fazer um resenha. :o (essa foi a minha cara quando ela me disse isso). Então eu fiquei remoendo aquilo pensando que se eu fosse uma boa resenhista talvez alguma editora me reconhecesse e tals. Acontece que eu leio mas não sou boa escrevendo e é nessa hora que você pensa "então ela não é uma verdadeira leitora" e eu te digo verdade eu devoro livros mas não sou capaz de resumir nem por meio da fala :(
Retornando da minha crise existencial e voltando ao que importa... eu pensei que se eu mandasse para a editora Intrínseca as fotos dos meus bebês(da intrínseca), talvez eles pelo menos em mandassem marca página!! "Nossa Carol você é muito interesseira1" e eu lhes digo "talvez, quando livros estão em jogo eu viro fera"
 Então e tirei as fotos, mandei e pensei que talvez vocês quisessem ver meus bebês da intrínseca (minha editora favorita depois da Darkside).
 Não são muitos mas já da para o gasto.
 Lá embaixo, nos comentários se fosse possível eu gostaria que vocês me indicassem livros da Intrínseca ou que dissessem se já leram algum desses livros, e o que acharam.
Ao todo eu tenho 29 livros da editora e caso não consigam enxergar direito vou dizer o nome e os escritores.
Os livros são:
 A Coleção Heróis do Olimpo - Rick Riordan (5 livros)
A Coleção Percy Jackson e os Olimpianos - Rick Riordan (5 livros)
A Trilogia Para Todos os Garotos que já Amei- Jenny Han (3 livros)
A Saga Crepúsculo - Stephenie Meyer (4 livros)
Isla e o Final Feliz- Stephanie Perkins
Sniper Americano - Chris Kyle
Cidades de Papel - Jonh Green
A Culpa é das Estrelas - Jonh Green
Magnus Chase e os Deuses de Asgard: Espada de Verão - Rick Riordan
Como eu era Antes de você - Jojo Moyes
A Última Carta de Amor - Jojo Moyes
Toda luz que não podemos ver - Anthony Doerr
A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak
A Garota que eu quero - Markus Zusak
O lado bom da vida - Matthew Quick
Recomeço - Cat Patrick

terça-feira, 23 de maio de 2017

Extraordinário

Editora:Intrínseca
Escritor: R.J.Palacio
Páginas:317
                                                                  ****  
August é uma criança de 10 anos que tem uma certa "estranheza" no rosto. Já passou por 27 cirurgias para tentar corrigir a deformidade facial e é, definitivamente, um guerreiro. Não só porque ele fez uma penca de cirurgias plásticas e sobreviveu. Não só porque ele só tem 10 anos. E não só porque ele liga perfeitamente com a situação. Ele não liga. Mas mesmo assim, é um guerreiro.


A história ora é narrada por August, ora é narrada por sua irmã, pelo namorado da sua irmã, pelo seu melhor amigo, e ora é narrada pelo August novamente. É uma coisa meio doida: tudo o que Auggie (como é chamado) contou na parte em que ele estava narrando a história é narrado novamente por outra pessoa, que vai falar o que achou da situação.

"Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil."

O livro, basicamente, nos informa sobre toda a vida de Auggie: relata suas dificuldades e comemora suas conquistas. Mas a parte legal começa quando o protagonista tem que ir para uma escola. Uma escola de verdade, com pessoas normais e várias e várias matérias diferentes. Os capítulos são como momentos, e, cada momento, tem uma coisa pra lá de especial. Coisa que até hoje não consegui entender. Só sei que foi uma leitura especial.

Com a história, descobrimos muito mais do que o Auggie descobre. Percebemos as ambições de todo mundo, os erros e acertos de cada personagem. O valor de certas palavras e o quanto as mesmas podem afetar as outros pessoas.

Tem muitos diálogos, e um romance meio oculto! Sim! Tem alguns vários romances ocultos, devo corrigir. Pois não é só com Auggie a coisa, é com os pais dele, com a irmã dele e com os amigos dele. E o mais legal de tudo: esse garoto vai conquistando os seus amigos junto com a gente. Esse garoto se destaca de qual forma que nos faz repensar certos valores. 

sábado, 20 de maio de 2017

Liberdade, demorou mas chegou!

Foto disponibilizada pela fotografa.
Encontre mais fotos no instagram @wellenday ou no blog WD Blogando.


Meu nome é Samira e hoje venho contar a historia da minha vida. Se você esta lendo isso é porque ela chegou ao fim, mas calma, não se sinta triste, isso foi só uma fase que passou e chegou ao fim, assim como tudo na vida.

Cursava Pedagogia, tinha um amor enorme pelo meu trabalho, conviver com aquelas crianças iluminadas e que a cada dia me ensinavam mais e mais sobre a vida. Engraçado né?! Crianças ensinando adultos, mas era a realidade.

Todos os dias acordava cedo, esperava o ônibus na Praça e enquanto isso ficava admirando aqueles pássaros, a liberdade que eles tinham, aí como eu tinha inveja deles. O ônibus chegava e ia rumo ao trabalho, mas um dia com os meus anjos. Do trabalho ia direto para faculdade, exausta, mas para vencer é preciso lutar não é mesmo?! E para finalizar o dia pegava outro ônibus e ia direto para minha casa, na parte rural da cidade, observava novamente alguns pássaros voando livremente e como sempre, os invejava.



Foto disponibilizada pelo fotografo.
Encontre mais fotos no instagram @_nopretoebranco ou no @_jonnyribeiro.



Chegava em casa e era sempre a mesma coisa, brigas! Meus pais quase se matando por motivos idiotas, que uma pessoa em sã consciência não brigaria, mas eles sim faziam isso!

Muitas vezes fingi não se importar, muitas outras me meti e acabei apanhando. Já tentei até mesmo fugir de casa, mas depois voltei com dó da minha mãe que estava aos prantos. Vida seguia e minha rotina continuava a mesma, lia uns livros para me acalmar, já cheguei a me mutilar e muitas vezes tentei me matar, tudo em vão.

Bolei milhares de coisas para me livrar desse mundo, que na minha visão é tão cruel. Todos tem uma família incrível e a minha já não era mais assim, não riamos juntos, não fazíamos nada juntos, era apenas brigas e discussões que rodeavam nosso cotidiano.

Acontece que durante um fim de semana qualquer, peguei o carro e fui em um pico perto da onde moro, depois de analisar aqueles pássaros por horas, tomei uma decisão, ela poderia destinar o fim da minha vida! Foi doloroso pensar em largar todos, meus pais, irmã, a família, fui egoísta, eu sei! Mas para mim foi necessário, não aguentava mais tanto sofrimento, ouvir xingamentos, ser culpada das brigas, ser o desgosto da família, a drogada, a louca. Eu simplesmente cansei!

Foi aí que escrevendo essa carta tomei uma decisão, seria meu último dia, esse seria meu adeus ao mundo. Amava e ainda amo minha família, nunca me esquecerei de ninguém, dos momentos bons em quem tivemos. Mas agora cresci e assim como os pássaros, quero minha liberdade!

Peço desculpa pelos estragos que fiz em seus corações, mas espero do fundo da alma que assim vocês mudem seus atos. Pense e repense! Lembre que tem minha irmã ai, e uma hora ela pode enfraquecer, igual eu! Não quero isso, quero que a mantenham forte. Sejam forte com ela!

Um adeus da filha que sempre os amou! Um adeus da irmã que sempre se orgulhou! Um adeus da Samira que hoje voou e se libertou!

Foto disponibilizada pela fotografa.
Encontre mais fotos no instagram @wellenday ou no blog WD Blogando.

Texto autoral.